100%

História da Cidade

Os primeiros habitantes de Araranguá foram os índios sambaquieiros, os caçadores-coletores, os Xoklengs e os Guaranis. O primeiro grupo indígena produzia agulhas, anzóis, machados e pesos de rede e ocupou a região de Ilhas e do Morro dos Conventos. Já no interior, os caçadores-coletores caçavam animais e colhiam frutas, enquanto os Xoklengs e os Guaranis eram agricultores e viviam, respectivamente, na Serra e nas demais localidades.



Apesar de Araranguá ser fundada oficialmente em 1880, a cidade surgiu em 1728 com o desenvolvimento da rota dos tropeiros, com a abertura do Caminho dos Conventos. A localidade de Capão da Espera a área que atualmente corresponde ao distrito de Hercílio Luz abrigou as primeiras casas e comércios, impossibilitando a permanência de índios na região. 



Imigrantes de várias nacionalidades vieram para a região, tais como os açorianos, italianos e alemães, estes últimos em número não tão elevado. A Cidade das Avenidas, em parte, cedeu espaço para grandes plantações de mandioca e cana de açúcar. A ocupação expressiva das terras fez com que a região ficasse valorizada. Este foi um dos principais motivos que impulsionou a emancipação de Araranguá, que pertencia a Laguna. O município foi emancipado com a criação da Lei Provincial 901.



Fonte: Subsecretaria de Comunicação de Araranguá/ Site da Prefeitura Municipal.



Fotos Antigas: ROCHA, Micheline Vargas de Matos. Memória do Poder Legislativo de Araranguá: pesquisa, identificação e registros históricos das legislaturas de 1883 a 2012. Araranguá: 2012. 

Foto atual: Bela Santa Catarina

História

História da Cidade