100%

Vereadores aprovam uso de imóveis do município pelo curso de Medicina da UFSC

Dois projetos de lei de autoria do Poder Executivo foram votados na sessão da última segunda, 20, na Câmara de Vereadores de Araranguá. Eles pediam autorização para o município ceder o uso dos imóveis onde funcionam os postos de Saúde do bairro, Urussanguinha e Jardim das Avenidas, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). De acordo com a solicitação feita ao prefeito, Mariano Mazzuco, pela própria universidade através da coordenadoria do curso de Medicina - recém implantado no campus, os prédios onde funcionam atualmente as unidades serão usadas para desenvolver atividades didáticas com os alunos. As cessões foram aprovadas por unanimidade e valem pelo prazo de um ano, com a permissão de serem prorrogadas por igual período.
Na justificativa dos projetos também constava a informação de que os dois bairros receberão em breve novas unidades de saúde, que estão com as obras bem encaminhadas e que a cessão dos imóveis atuais para uso do curso de Medicina só efetivamente acontecerá quando entregues à população. O presidente da Câmara, Daniel Viriato Afonso, aproveitou ainda a sessão para comunicar que em reunião na semana passada com a direção da Ufsc e representantes da Aciva, a proposta é que os alunos do curso também atuem junto da secretaria municipal de Saúde. “A ideia é que a partir da determinada altura do curso, todos os postos do município contem com alunos do curso, auxiliando no atendimento e aprendendo na prática com os pacientes sob a supervisão de professores e profissionais da rede municipal”, disse o presidente.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 21/08/2018 - 13:20:47 por: Morgana Costa Daniel Kindermann - Alterado em: 21/08/2018 - 13:20:47 por: Morgana Costa Daniel Kindermann

Notícias

Presidente da Câmara conquista aprovação da utilidade pública do Conselho Comunitário da Barranca
Presidente da Câmara conquista aprovação da utilidade pública do Conselho Comunitário da Barranca

Na justificativa ao projeto de lei apresentado, o autor explica que o conselho é uma associação sem fins lucrativos e que tem diversas finalidades, entre elas, executar programas de auxílio a inclusão de pessoas portadoras de deficiência, realizar ações de promoção cultural, social e educacional, de apoio a programas de saúde e cidadania, promovendo a democracia e valores universais

Professora defende artigo em Portugal representando Araranguá
Professora defende artigo em Portugal representando Araranguá

Antes de seguir para o compromisso na Universidade de Lisboa, onde defende o artigo em um congresso, participou da sessão da Câmara de Vereadores de Araranguá na segunda, 03, quando foi aprovado um projeto de lei por unanimidade, autorizando a ajuda financeira por parte do município na quantia de R$ 2 mil para ajudar nas suas despesas