100%

Escola de Educação Básica recebe diploma de mérito da Câmara pelos 55 anos

Os 55 anos de história da Escola de Educação Básica de Araranguá – EEBA, foram lembrados durante a sessão de quarta, 05, com a entrega do Título de Diploma de Mérito concedido pela Câmara Municipal. O vereador, Jair Anastácio, foi o autor da homenagem e lembrou em plenário a trajetória de uma das maiores e mais tradicionais escolas do Vale do Araranguá. “A história desta escola também reflete na história do município. Ela formou muitos profissionais que contribuíram para nosso desenvolvimento, por isso, nada mais justo que entregar este título pelos seus mais de meio século de existência. Ajudou nestes 55 anos, principalmente, para nossa cultura”, justificou, Jair, que também foi aluno da escola, salientando ainda a necessidade das pessoas conhecerem também os problemas enfrentamos pela comunidade escolar. “Infelizmente nem tudo está perfeito. Gostaria de conceder esta homenagem para falar só das coisas boas, mas uso também para registrar que a escola pede socorro, com algumas áreas interditadas e muitos problemas estruturais. Devemos nos alertar para isso!”, disse.
Na oportunidade, a diretora da escola e professora, Luciana Costa Martinelli, acompanhada do assessor de diretor e professor, Cássio Pereira de Souza,  além de agradecer, aproveitou para fazer um pedido especial no mesmo sentido que o vereador, Jair. “Estamos parcialmente interditados desde o ano passado, a cada ano que passa mais problemas surgem na estrutura. Precisamos da liberação dos recursos para a reforma, por isso, peço aos vereadores que intercedam pela escola junto ao Governo do Estado”, pediu.
O presidente da casa, Daniel Viriato Afonso, que também manifestou carinho pela escola por ter sido aluno do curso técnico de contabilidade na década de 80, manifestou em nome dos demais vereadores o apoio do Legislativo em lutar pelas melhorias necessárias da escola.
 
Parte da história da EEBA
 
Em 1963 foi editado o decreto que autorizava a criação em Araranguá de um colégio com cursos ginasial e normal. As atividades iniciaram no ano seguinte com 156 alunos participando da aula inaugural ministrada pelo professor, Américo da Silva. Mas foi só em 1971 que foi autorizado o ensino em nível de 2º grau, sendo criados também os Estudos Adicionais, com habilitação em Ciências, Estudos Sociais, Comunicação e Expressão para a 5ª série do 1º grau. Em 1978 o Colégio Normal passou a chamar-se Colégio Estadual de Araranguá, com atividades independentes com cursos de Magistério de 1ª a 4ª série; Técnico em Contabilidade; Técnico em Comercialização e Mercadologia; Técnico em Secretariado; Estudos Adicionais de 1º Grau – 5ª e 6ª séries. Em 2000 outra alteração no nome, para a atual Escola de Educação Básica de Araranguá. Em 2010, passou a ser exclusiva de Ensino Médio, contando também com o curso pós médio e profissionalizante do Magistério com Habilitação em Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental.
Atualmente, a escola conta com um Diretor de Escola, dois Assessores de Direção, e uma equipe formada por mais de 65 funcionários. Nos últimos 4 anos vem se destacando na área educacional,  formando parcerias com outras instituições, como o Instituto Federal de Santa Catarina, e com o esforço de muitos professores, que colaboraram para que a escola seja uma referência no Estado, sendo, inclusive, uma das que mais aprovaram alunos no vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina durante o ano de 2017. Ela forma anualmente, em torno de 300 alunos.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 05/12/2018 - 21:03:58 por: Morgana Costa Daniel Kindermann - Alterado em: 05/12/2018 - 21:03:58 por: Morgana Costa Daniel Kindermann

Notícias

Alunos do SENAC tem aula prática na Câmara
Alunos do SENAC tem aula prática na Câmara

Foram recepcionados pelo presidente, Daniel Viriato Afonso, que explicou o processo legislativo e as etapas para aprovação das leis, como se dá atuação dos vereadores e conheceram a última peça orçamentária que tramita na casa e deve ir a votação nas próximas sessões

Alunos da Escola Clóvis Goulart conhecem a Câmara
Alunos da Escola Clóvis Goulart conhecem a Câmara

A ida ao Legislativo do município fez parte do projeto do professor de geografia, Elvis Campagnollo, que teve como objetivo ensinar os adolescentes sobre a atuação dos poderes constituídos, qual sejam, Executivo, Judiciário e o Legislativo.